Recarregue seu celular pedalando

julho 4, 2010
A Nokia lançou recentemente um recarregador de bateria que se acopla ao pneu da bicicleta. Nenhuma grande novidade quando se trata de energia gerada por dínamo, mas a adapatação de uma antiga ferramente a uma necessidade dos tempos modernos, principalmente na era dos smartphones, com curta durabilidade de bateria, tem tudo para ter um grande número de adeptos. Ainda mais que esse produto segue a onda eco friendly.
Segundo a Nokia, pedalar por 10 minutos a uma velocidade média de 10 km por hora gera energia suficiente para falar por 28 minutos ao telefone. Nada mal, principalmente para quem usa muito ou está sempre conectado à internet, o que aumenta muito o consumo de bateria.  O produto é de fácil instalação e  será primeiramente vendido nos países que utilizem massivamente a bicicleta como meio de transporte, por um preço médio de 15 euros.
Leia mais sobre no site da Nokia

Novo sistema para iPhone economiza bateria e melhora performance, diz Apple

abril 8, 2010

A partir de um sistema multitarefas no celular inteligente iPhone, a Apple anunciou que o novo sistema operacional do aparelho vai reduzir o consumo da bateria e melhorar a sua performance, segundo anúncio feito nesta quinta-feira (8), na sede da empresa, em Cupertino, na Califórnia.

O lançamento ocorre nesta quinta-feira (8) apenas para testes de desenvolvedores de interface de programação de aplicativos, segundo a Apple. Já o lançamento para usuários vai ocorrer em meados de julho, segundo a companhia.

Os aparelhos beneficiados serão o iPhone 3GS, e iPods da 3ª geração de 32 Gbytes e 64 Gbytes, lançados em 2009.

Já o iPhone 3G e o iPod Touch de 2ª geração terão o sistema operacional da Apple rodando em “muitas formas” –nas palavras da própria companhia. Na prática, isso significa que algumas características não irão rodar, como a função de multitarefas.

Mas o grande beneficiado já era esperado: o iPad, que também rodará a partir do iPhone OS 4. O lançamento para o novo produto da Apple, contudo, ocorre apenas em meados de setembro.

Tarefas múltiplas

Usuários poderão, agora, executar funções múltiplas com o iPhone OS 4 –como comprar na loja virtual iTunes enquanto ouvem a rádio on-line Pandora (um desejo de usuários, de acordo com a companhia).

Também é possível executar aplicativos simultaneamente –como pausar games e executar outro programa. A navegação por toque permite encontrar, nas janelas, o aplicativo que o usuário deseja usar.

Outra função permitida com o iPhone OS 4, segundo a Apple, envolve o uso de aplicativos GPS enquanto se ouve música simultaneamente.

“Como fizemos isso? Observamos os milhares de aplicativos na App Store, abaixamos a necessidade que os aplicativos exigiam da plataforma, de uma maneira que economiza a bateria”, disse Scott Forstall, vice-presidente sênior de software para o iPhone.

“Estamos oferecendo esses serviços como interface de programação de aplicativos para os desenvolvedores, para que eles possam adicionar as multitarefas enquanto o sistema preserva a vida da bateria e desempenho.”

A Apple também afirma que loja virtual iBookstore estará disponível para o iPhone OS 4.

A empresa também está construindo um novo serviço para o sistema operacional do smartphone, cujo nome é Notificações Locais. Segundo a companhia, é possível marcar horário do programa de TV favorito, por exemplo, sem a necessidade de um servidor externo e apenas com um uso de aplicativo voltado a guia de televisão.

Alfinetada

A Apple não perdeu a oportunidade para alfinetar críticos. Segundo a companhia, mais de 50 mil games estão disponíveis na loja virtual da companhia –o que supera o número de jogos para consoles portáteis para Sony e Nintendo.

“A Nintendo diz que o iPhone não é uma plataforma legítima para jogos, mas o catálogo da Apple demonstra um número dez vezes maior de títulos para o iPhone do que a Nintendo”, disse um executivo da companhia durante a apresentação.

Questionado pela imprensa se havia alguma mudança da Apple em relação ao Flash ou à linguagem Java (a companhia é refratária a essas tecnologias), Jobs respondeu, sucinto e taxativo: “Não”.

A companhia informa que o iPhone ganha 30 mil usuários novos por dia.


Motorola MILESTONE: O primeiro smartphone Android 2.0

fevereiro 22, 2010

Diferente dos modelos que estão no mercado, o Milestone apresenta um visual mais robusto, com partes metálicas e uma enorme tela (3,7″) de fazer muita inveja. Outro ponto muito interessante está no teclado físico QWERTY que vem acoplado ao aparelho, e que segundo a Motorola, apresenta o design mais fino lançado atualmente. Em relação ao peso, o Milestone surpreende: o aparelho é leve (165g), embora o visual tente passar o contrário.

Voltando aos detalhes externos do aparelho, e como de costume na linha de aparelhos com Android, o Milestone apresenta seus botões de navegação ao lado da tela (ou abaixo, dependendo do uso), permitindo voltar, acessar menus, voltar a tela inicial ou realizar uma pesquisa universal de forma rápida e intuitiva. O modelo também vem equipado com uma câmera de 5MP, com flash embutido, zoom de 4x e gravação de vídeos com qualidade de DVD (30 fps).

Seguindo uma linha diferente de outros modelos, a bateria do Milestone apresenta uma boa vida útil quando carregada, foi relativamente fácil manter o aparelho ativo na rede 3G durante quase dois dias, sem qualquer necessidade de carga adicional. A velocidade do aparelho também surpreende, a abertura dos programas é rápida e a navegação na internet é feita com muita comodidade. Equipado com 8GB de armazenamento, o aparelho apresenta um grande espaço para fotos, vídeos, música e muito mais.

Sem a presença do Motoblur – uma interface social criada pela Motorola e presente nos modelos Dext e Backflip – o Milestone oferece uma interface de usuário muito silimar ao padrão da plataforma Android, que inclui um pequeno botão no rodapé para a exibição e acesso aos aplicativos instalados. Por utilizar uma versão mais recente do Android, os usuários do Milestone podem tirar proveito do Google Goggles e Maps Navigation (ainda não disponível ao Brasil – segundo um comunicado da Motorola ao Google Discovery).

Com o delay no lançamento do Google Nexus One para o Brasil, o Motorola Milestone continua a ser o único modelo no mercado brasileiro a trazer uma das versões mais recentes da plataforma Android. E você, está preparado para assumir o controle deste robô?

Clique aqui para conhecer as especificações técnicas.


Telefonica e Telecom Italia podem anunciar fusão em Março

fevereiro 11, 2010

Os rumores da semana passada que davam conta de uma possível fusão entre a Telefónica e a Telecom Italia intensificaram-se hoje. Segundo o jornal brasileiro “O Globo”, as empresas espanhola e italiana poderão anunciar um acordo de fusão em inícios de Março.

A Telefónica esteve a debater a estratégia com banqueiros e obteve o financiamento necessário para celebrar o acordo, que deverá ser anunciado depois de ambas as empresas reportarem os seus resultados financeiros no final deste mês, salienta “O Globo”, citando fontes próximas do processo.

A Telefónica e a Telecom Italia recusaram-se a tecer comentários quando contactadas pela Dow Jones Newswires, refere o “The Wall Street Journal”.

O mesmo jornal refere que a operadora espanhola de telecomunicações – que detém 50%, tal como a Portugal Telecom, da brasileira Vivo – classificou de “infundadas” as notícias sobre uma possível fusão entre as duas empresas.

Um eventual acordo enfrentaria um duro teste por parte das autoridades da concorrência no Brasil, salienta o “WSJ”. Além da posição na operadora móvel Vivo, a Telefónica detém também uma participação na Telecomunicações de São Paulo (Telesp).

A Telecom Italia, por seu turno, controla 86% da TIM, que é a terceira maior operadora móvel no Brasil.

Um dos principais pontos de qualquer acordo que venha a concretizar-se prende-se com o valor a atribuir aos ativos de cada uma das empresas. Segundo fontes citadas pelo jornal “O Globo”, a participação da Telecom Italia na TIM vale mais do que a posição da Telefónica na Vivo.

Em debate está a possível venda dos 50% da Telefónica na Vivo à Portugal Telecom, que por sua vez tentaria celebrar uma parceria com a Tele Norte Leste Participações (TNE), também conhecida como Oi, sublinha a mesma fonte, citada pela Dow Jones.

No Brasil, a PT detém ainda uma posição no portal de Internet UOL e na tecnológica GPTI.


Novo smartphone da Google, Nexus One, chega ao Brasil no segundo semestre

janeiro 25, 2010

O presidente do Google no Brasil, Alexandre Hohagen, anunciou que o Nexus One, smartphone (telefone celular que funciona como um minicomputador) da empresa lançado recentemente, chegará ao Brasil no começo do segundo semestre deste ano. Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo , Hohagen disse o Brasil não teve prioridade no lançamento do Nexus porque as operadoras não têm planos de dados com tarifas mais baixas.

A venda do Nexus One será feita de duas formas. Uma é o aparelho bloqueado, vinculado ao pacote das operadoras. A segunda, desbloqueado, para uso com qualquer chip.

Nexus One

Hohagen confirmou que o lançamento do Nexus tem como objetivo enfrentar o iPhone, da Apple, no mercado de acesso à internet móvel. Segundo ele, o Google sempre teve interesse em fazer a convergência entre as plataformas de PC e móvel.

Anote aí as principais características:

>>512 MB de RAM, 512 MB de ROM, cartão microSD de 4 GB incluído, expansível a 32 GB;
>>Câmera de 5 megapixels com foco automático e zoom digital de 2x;
>>Tela WVGA AMOLED de 3,7”;
>>HSPA 900/1700/2100, download a até 7,2 Mbps, upload até 2 Mbps;
>>GSM/EDGE (850/900/1800/1900 MHz);
>>Bluetooth 2.1 + EDR (A2DP);
>>Wi-Fi padrões B, G e N;
>>AGPS, acelerômetro e outras coisinhas mais.

Ainda traz processador Qualcomm QSD 8250 de 1 GHz, virá com Android 2.1, e bateria removível de 1400 mAH.

No geral, o Nexus One mostra-se bem completo, capaz de fazer frente a qualquer Android no mercado em termos de hardware. Ou, para ser mais exato, capaz de fazer frente a qualquer celular disponível atualmente.


GPS grátis da Nokia coloca pressão sobre o iPhone

janeiro 25, 2010

Apple pode seguir o movimento da rival e adquirir uma empresa do setor, para acrescentar navegação ponto a ponto gratuita em seu smartphone

A oferta gratuita de serviços de mapas e GPS com navegação ponto a ponto em celulares da Nokia , anunciada na quinta-feira (21/1) pode ser um golpe para empresas do segmento como Garmin Ltd. e TomTom, além de colocar pressão em outros fabricantes, como a Apple.

O impacto já foi observado nas ações das empresas de GPS, na própria quinta-feira. A estratégia valoriza os smartphones multifuncionais, especialmente da fabricante finlandesa, que possui a maior participação no mercado de celulares, mas não tem obtido bons resultados de vendas nos Estados Unidos.

“Avalio se a navegação gratuita pode dar a eles o poder de aumentar a participação no segmento de smartphones por lá”, afirma o analista da ABI Research, Dominique Bonte.

A Apple Inc. também tem sido pressionada a oferecer navegação grátis para o iPhone, diante da pressão da Nokia e dos aparelhos com o sistema Android, do Google, analisa Bonte.

A empresa de Steve Jobs enfrentará um dilema junto aos desenvolvedores, que já oferecem uma série de aplicativos pagos de GPS para o iPhone. Na avaliação de Bonte, a Apple pode seguir o movimento da Nokia aos poucos e até adquirir uma empresa do setor de navegação.

De imediato, o anúncio da Nokia provocou uma queda de 11% no valor das ações da holandesa TomTom, na bolsa de Amsterdã, e de 5,5% nos papéis da Garmin, da Nasdaq .

O efeito do movimento da Nokia, entretanto, não superou o impacto gerado pelo Google, em outubro do ano passado, ao anunciar a navegação gratuita para o celular da Motorola, com Android, pela operadora Verizon, nos Estados Unidos. Na época, as ações da TomTom caíram 20% e as da Garmin tiveram uma queda de 16%.

A TomTom enviou um comunicado, em resposta à estratégia da Nokia, destacando “o alto índice de adoção de clientes” a seus principais produtos de navegação para automóveis e mapas digitais. “Os clientes têm demonstrado disposição para pagar pela melhor experiência de uso”, declarou a companhia. “Enquanto a concorrência continua agressiva no desenvolvimento de LBS (Location Based Services) e mapas patrocinados, a TomTom permanece focada na inovação…”

A Garmin comentou, por meio de um porta-voz, que “já está inovando e possui ofertas gratuitas similares [às da Nokia]”, incluindo seu Nuvifone, lançado na rede da operadora AT&T, em outubro. Segundo a porta-voz, o serviço “está indo bem e há outros lançamentos por vir.”

Na avaliação de Bonte, da ABI Research, empresas como TomTom e Garmin continuarão inovando na guerra contra os gigantes como Nokia e Google, o que inclui o lançamento de dispositivos próprios para GPS com telas de 7 polegadas, o que torna mais fácil a visualização de imagens de satélite do que em telas de 3,5 polegadas de smartphones.

Os serviços de localização online – Location Based Services (LBS) – aliados à publicidade também estão na rota das empresas de internet, celular e GPS. O Google está na melhor posição, atualmente, e a Nokia briga por este mercado com a nova versão da plataforma Ovi Store.

A Garmin aposta em publicidade aliada a informações de trânsito, em tempo real, em seus dispositivos de GPS, informou a porta-voz da empresa.

Para o analista da consultoria J. Gold Associates, Jack Gold, o fato de o Google ter informações de quantos clientes passam por determinada loja, por meio do GPS, é um dado valioso para gerar receita.

Bonte prevê que os serviços pagos de GPS para smartphones vão desaparecer. A operadora Sprint, por exemplo, já oferece o GPS em seu plano Simply Everything, nos Estados Unidos. “Os pacotes gratuitos da Nokia e do Google já mataram os serviços premium de navegação”, diz o analista. Outro efeito da popularização do GPS no celular será a consolidação de pequenos fornecedores de serviços de GPS. Em dezembro, a TeleCommunications Systems adquiriu a Networks in Motion Inc., por 110 milhões de dólares em dinheiro, nos EUA.

Desta forma, o futuro de empresas como Appello Systems, Telenav e de outros players menores pode ter uma nova rota, que pode envolver fusões ou um encontro com a Apple no caminho.

Fonte:UOL


SonyEricsson Xperia X10 – A aposta Android

janeiro 8, 2010

Xperia X10

Na onda dos novos modelos de celulares com o sistema operacional Android, a SonyEricsson não quis ficar pra trás e lançou sua grande aposta, o XPERIA X10. Com um design bonito e moderno, uma tela de 4 polegadas full touch screen e câmera de 8.1 megapixels com foco automático, o que mais chama atenção nesse lançamento é o super processador Qualcomm Snapdragon de 1 GHz!. E a Sony Ericsson criou duas camadas de software adicional: Timescape, para centralizar comunicações (no melhor estilo MotoBlur) – Twitter, e-mails, fotos, Facebook, SMS etc – e Mediascape, para unificar mídias (do celular, YouTube, PlayNow).
O lançamento está previsto para o início de 2010 e segundo a fabricante promete ser apenas o primeiro de uma nova linha de celulares equipados com Android.

Assista o vídeo e conheça melhor o Xperia X10
: